NOSSA INSPIRAÇÃO: BOK TOWER GARDENS

Já foram a um lugar que os transportou para um mundo mágico, cheio de flores, natureza, borboletas e pássaros a cantar? Bom, eu tive este prazer há duas semanas e escrevo aqui sobre a minha experiência no Bok Tower Gardens, sobre o idealizador e sobre um dos segredos mais bem guardados da Flórida.

O Bok Tower Gardens é um grande complexo de jardins e santuário de pássaros localizado em Lake Wales, Flórida, a apenas uma hora de Orlando. Seus terrenos estão repletos de plantas nativas e exóticas, bancos para meditação e contemplação da paisagem e a famosa Singing Tower (Torre Cantante).

A Singing Tower é uma impressionante estrutura bem no coração do Bok Tower Gardens, no topo da Iron Mountain, um dos pontos mais altos da Flórida. A Torre tem 62 metros de altura, em um estilo que mistura o gótico e o art deco. Seu mármore rosa e cinza é cercado por lagos, que refletem não apenas a majestade do monumento, mas também abriga grandes carpas que adoram os visitantes que as alimentam. 

Todos os dias é possível ouvir ao concerto dos 60 sinos que estão em seu campanário, pontualmente às 13h e às 15h. É um momento emocionante, em que todos ficam em silêncio para apreciar a música maravilhosa que pode ser ouvida em todo o entorno, vou admitir que houveram algumas lágrimas…

Como parte da equipe da Gioia Nostra, não pude deixar de procurar a história dos jardins e o que encontrei foi ainda mais impressionante. 

Sr. Edward Bok sentado em seu jardim finalizado
Sr. Edward Bok em seu santuário

Este senhor da foto é o holandês Edward William Bok (1863 – 1930), foi de sua imaginação que saiu a ideia para construir esse local mágico. De acordo com a história apresentada no site oficial, ele imigrou para os Estados Unidos aos 6 anos de idade, sem entender a língua, os costumes ou a cultura. Com muita determinação e trabalho duro, ele se tornou um famoso editor, autor premiado, humanitário respeitado e um defensor do meio ambiente e da Paz Mundial.

A avó do Sr. Bok uma vez lhe disse: “Faça do mundo um lugar melhor ou mais bonito, porque você viveu nele” (tradução livre: make you the world a bit better or more beautiful because you have lived in it.). Esta é uma frase que viveu com ele e que ainda é a missão do Bok Tower Gardens. Esta mensagem também reflete perfeitamente como trabalhamos aqui na Gioia Nostra.

Edward W. Bok passava seus invernos na Flórida, com sua esposa Mary, na comunidade de Mountain Lake, vizinha da Iron Mountain. Ele gostava de caminhar até o topo durante as tardes preguiçosas para ver os maravilhosos pores-do-sol e apreciar o canto dos pássaros que lá viviam. Como o amante da natureza que era, em 1921, lhe veio a ideia de preservar o topo da montanha e criar um santuário de pássaros, um local de beleza, serenidade e paz.

Ele conseguiu comprar o terreno necessário e, com a ajuda do famoso paisagista Frederik Law Olmstead Jr., se seguiram 5 anos intensos de construção, transformando a paisagem do pico para sempre. 

O primeiro ano foi dedicado apenas à escavação e à instalação dos canos da água para irrigação. Toneladas e toneladas de solo negro foram trazidas para o plantio, que incluiu 1.000 carvalhos grandes, 10.000 azaleias, 100 palmeiras, 300 magnólias, 500 gardênias e centenas de arbustos frutíferos, como mirtilos e azevinhos. Os jardins foram finalmente inaugurados em 01 de Fevereiro de 1929.

Edward W. Bok infelizmente faleceu apenas um ano após sua obra estar finalizada, em 9 de Janeiro de 1930, mas seu legado para o mundo já foi visitado por mais de 23 milhões de pessoas e pode ser visto antes mesmo de se chegar à propriedade, passando por estradas repletas de pés de laranja, como é característico do interior do estado da Flórida.

Quando tive a oportunidade de visitar o Bok Tower Gardens com o meu noivo, ao chegar no centro de visitantes, fomos extremamente bem atendidos. O que me chamou a atenção nessa área foi o estilo mediterrâneo da arquitetura, com uma fonte repleta de plantas que ajudou a amenizar um pouco o calor de Agosto.

Passeando pelas trilhas, me vi refletindo sobre o quanto precisamos da natureza e como esquecemos da sensação de estar em contato com a terra, o cheiro, o vento, a beleza das borboletas voando ao nosso redor. Foi um momento maravilhoso juntar o passeio entre as flores com os sons dos sinos que badalavam. Esta sensação é a razão pela qual escrevi este texto, não apenas para registrar o que aprendi sobre o legado do Sr. Bok, mas também para nunca esquecer desse instante único no tempo.